Confira a cobertura do LVNA Fest II no site O Subsolo

Confira a cobertura do LVNA FEST II – Online Edition de ontem por Maykon Kjiellin do site O SubSolo:

“Entre todos os festivais que ocorrem nesse tempo, o do LVNA chamou a atenção não só por ser uma mídia criada por mulheres, mas sim pela ideologia de ter um festival com bandas com integrantes mulheres em prol de um coletivo de mulheres.”

“Agora foi o momento de todos pararem o que estavam fazendo, Fenrir’s Scar chegava na área. Com os vocais poderosos e magistrais de Deze Rezende e com o sempre seu fiel escudeiro André Baida sempre sendo crucial em todo o instrumental e como vocais de apoio, essa banda que tem como coração essa dupla romântica e fascinante, lança mais um single que incrivelmente é mais um para a galeria de boas músicas da banda. Afirmo com todas as letras que adoro essa banda!

— Maykon Kjellin, O Subsolo

Confira a cobertura completa no site do O Subsolo: http://www.osubsolo.com/2020/08/cobertura-lvna-fest-ii-online-edition.html

Muito obrigada pelas palavras Maykon Kjellin e O Subsolo!

Assista às chamadas da edição online do LVNA Fest e conheça o coletivo Mulheres da Luz

Como anunciamos no post anterior, iremos participar do LVNA FEST II, que será realizado online no sábado dia 29 de Agosto, a partir das 20h no canal do youtube do LVNA Art www.youtube.com/lvnaartfest.

Esse é um festival organizado por mulheres, com bandas com integrantes mulheres e em prol de um coletivo que ajuda mulheres. E é uma honra para nós podermos participar de um evento tão necessário quanto este.

Assista às chamadas que as organizadoras Angie Ramms e Mari Moreira gravaram:

Chamada gravada pela organizadora Angie Ramms
Chamada gravada pela organizadora Mari Moreira

Assista também a chamada gravada pela Cleone Santos do Coletivo Mulheres da Luz apresentando um pouco sobre o coletivo e sua importância:

SERVIÇO:

Data: 29 de agosto de 2020 (sábado).
Local: Online – YouTube LVNA Art – www.youtube.com/lvnaartfest
Horário: 20h00.

Doações para a ONG Mulheres da Luz: Durante o fest as doações poderão ser feitas através do direcionamento ao PicPay da ONG por QRCode, mas, além disso, serão disponibilizadas outras formas de doação, como transferências bancárias e outras disponibilizadas no site https://www.mulheresdaluz.com.br/

Cast: ABLE TO RETURN, ABSTRACTED, ANAMA, BLOODHUNTER, BRIGHTSTORM, DARK VALLEY, DIVINE PAIN, ENDIGNA, FENRIR’S SCAR, FINAL DISASTER, FLOWERLEAF, FLOWERS TO THE GROUND, HAMEN, INANIMALIA, INRAZA, LASTING MAZE, LIA KAPP, NO ONE SPOKE, QUANTUM, SACRIFICED, SINAYA, VOCCATUS.

Apoio: Acesso Music, Garotas do Front, Headbangueira, LVNA VOX Studio, O Subsolo

Página do festival: https://www.facebook.com/lvna.art/





Fenrir’s Scar participa da edição online do LVNA Fest

O festival LVNA FEST vai acontecer online, no dia 29 de agosto (sábado), no canal do YouTube do LVNA Art. O cast do evento reúne grandes nomes da música pesada nacional e a atração internacional BloodHunter, da Espanha. Sendo que todas as bandas participantes desta edição contam com mulheres na sua formação. 

O duo Fenrir’s Scar fará parte do cast deste incrível festival e irá apresentar seu novo single, “The Enemy Inside”.

Em 2020 nasceu um novo espaço para exaltar a potência feminina no heavy metal/underground nacional e internacional. O LVNA Art, que teve sua origem com um festival que aconteceu em Curitiba/PR no mês de fevereiro, é um time de duas mulheres apaixonadas por música e arte em geral, e também admiradoras de bandas com mulheres na formação. Nesse espaço, promovido nas mídias sociais, encontram-se divulgações de bandas, artistas em suas mais variadas manifestações, playlists e muito mais! 

Essa segunda edição do festival, acontecerá de forma online e será beneficente, em prol da ONG Mulheres da Luz, um coletivo que busca promover cidadania e garantia de direitos humanos para mulheres em situação de prostituição na cidade de São Paulo, realizando desde 2013 atividades relacionadas à educação, cultura, saúde, cidadania e acesso a direitos sociais. Assim como inúmeros grupos sociais, as mulheres contempladas pela ONG se encontram em situação ainda mais vulnerável por conta da pandemia. O intuito do festival é, além de promover um momento de entretenimento para os interessados e aficionados em música pesada, prestar auxílio para o coletivo. 

SERVIÇO:

Data: 29 de agosto de 2020 (sábado).
Local: Online – YouTube LVNA Art – www.youtube.com/lvnaartfest
Horário: 20h00.

Doações para a ONG Mulheres da Luz: Durante o fest as doações poderão ser feitas através do direcionamento ao PicPay da ONG por QRCode, mas, além disso, serão disponibilizadas outras formas de doação, como transferências bancárias e outras disponibilizadas no site https://www.mulheresdaluz.com.br/

Cast: ABLE TO RETURN, ABSTRACTED, ANAMA, BLOODHUNTER, BRIGHTSTORM, DARK VALLEY, DIVINE PAIN, ENDIGNA, FENRIR’S SCAR, FINAL DISASTER, FLOWERLEAF, FLOWERS TO THE GROUND, HAMEN, INANIMALIA, INRAZA, LASTING MAZE, LIA KAPP, NO ONE SPOKE, QUANTUM, SACRIFICED, SINAYA, VOCCATUS.

Apoio: Acesso Music, Garotas do Front, Headbangueira, LVNA VOX Studio, O Subsolo

Página do festival: https://www.facebook.com/lvna.art/

Evento: https://www.facebook.com/events/1556475684557400/ Instagram: https://www.instagram.com/lvna.art/
YouTube: https://www.youtube.com/LVNAartfest/

Realização: LVNA Art 

Fenrir’s Scar participa do festival online Rock nas Alturas em prol da APAE

O duo Fenrir’s Scar será uma das atrações do ROCK NAS ALTURAS WEB EDITION no dia 11 de julho de 2020. O festival vai ao ar pelo canal do Festival no YouTube a partir das 20h.

O tradicional festival do sul de Minas Gerais encontrou na tecnologia a solução de levar música as pessoas durante o isolamento social devido a pandemia do COVID-19, e o mais importante: ajudar o próximo em tempos tão dificeis.

A APAE de Maria da Fé-MG, faz um trabalho lindo, com mais de 100 pessoas nos dias atuais, porém devido a quarentena estão passando por dificuldades por se tratar de uma instituição filantrópica. Eu, Márcio, além de produzir o festival, também sou funcionário lá, então sei de perto o que vem se passando. Então quem puder ajudar a instituição da forma que for, nosso eterno muito obrigado.

Márcio – Organizador do Festival Rock nas Alturas

O line-up desta edição especial conta com as bandas: Matanza Ritual, Kisser Clan (Andreas Kisser), Rats (Jimmy London), Aneurose, Final Disaster, O Bardo e o Banjo, Silence, PESTO, Sinaya, Carcadia, BLACKSMITH, Burnkill, New Democracy, Zamat, Asterean, Fenrir’s Scar, Ecce Hommo, Devancius, Heavy Blues, Eu, Ocê e o CD, Barba de Bode, Jorgito Rock.

O Fenrir’s Scar prepara uma música inédita e especial para essa ocasião e festival.

Para ajudar a APAE de Maria da Fé – MG contirbua com qualquer quantia para:

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DE MARIA DA FÉ

Caixa Econômica Federal
Agência: 1687
Conta: 4654-0
Operação: 013

Banco do Brasil
Agência: 2276-4
Conta: 23015-4

CNPJ 21.422.019/0001-04

Fenrir’s Scar: confirmado na abertura do Tristania em Limeira-SP

Além da excelente receptividade do novo clipe de “Heal You” – que conta com mais de 30 mil visualizações em seu canal do YouTube – o Fenrir’s Scar tem mais um motivo para comemorar pois foram confirmados como banda de abertura do grupo norueguês Tristania no show que será realizado na cidade de Limeira, interior de São Paulo. O show será realizado no Bar da Montanha no dia 06 de Setembro.

“Somos muito gratos a Circle of Infinity pelo convite para a abertura do show do Tristania. É a realização de um sonho dividir o palco com uma banda dessa magnitude, e que tanto influenciou nosso trabalho” – comemora a vocalista Desireé Rezende “Faremos um show especial apresentando as músicas do nosso próximo disco – Love | Hate | Hope | Despair além de algumas canções do nosso debut. É realmente a realização de um sonho, estamos muito felizes” – comenta o vocalista André Baida.

Fenrir’s Scar está em processo de gravação do seu novo trabalho de estúdio “Love | Hate | Hope | Despair” que conta com produção de Fabiano Negri (Rei Lagarto, Unsuspecting Soul Band, Dusty Old Fingers).

Os ingressos para o evento podem ser adquiridos através do link: http://www.circleofinfinityproducoes.com/events/tristania-em-limeira

Serviço: Tristania – Latin American Tour 2020
Banda de abertura: Fenrir’s Scar
Data: 06/09/2020 (Domingo)
Local: Bar da Montanha
Endereço: Av. Laranjeiras, 2601 – Vila Eliza Fumagalli – Limeira-SP
Abertura da casa: 17h

Republicado em:
http://www.osubsolo.com/2020/02/fenrirs-scar-confirmado-na-abertura-do.html

Resenha Show de Lançamento CD Fenrir’s Scar no site da Roadie Crew

FENRIR’S SCAR
Fundação Jürgensen – Campinas/SP
7 de outubro de 2017
Por Pedro Sampietri / Fotos: Cristina Mochetti

O palco do teatro da Fundação Jürgensen, em Campinas, ficou pequeno para a Fenrir’s Scar, mais nova banda brasileira de metal. Não só pelo fato de contar com sete integrantes, mas principalmente por ter apresentado um show de gente grande. Pontualmente às 20h, subiram ao palco Desireé Rezende (vocais), André Baida (vocais), Vinicius Prado (guitarra), Paulo “Khronny” Victor (guitarra), Gabriel Rezende (baixo), Graziely Maria (teclados e sintetizadores) e Ildécio Santos (bateria) para apresentar ao público o seu primeiro álbum também chamado Fenrir’s Scar.

Antes de presentear a audiência com seus dez petardos autorais na exata sequencia do disco, André pediu desculpas por ter que “gritar” – entretanto, o que se apresentou foi um excelente contraste entre sua voz gutural e as melodias cantadas brilhantemente por Desireé. Fearless Heart, música que deu início ao show, é um tema em que André lança mão de uma voz também melodiosa, fazendo com que esse contraste fosse extremamente agradável e responsável por cativar a plateia logo de início.

Beneath the Skin, primeiro single da banda, conseguiu manter o público atento,e alguns até mesmo arriscaram cantar o refrão de fácil assimilação. Aqui, André começou a “gritaria” à qual tinha se desculpado antes, mas o fez de maneira tão bem executada que de forma alguma se tornou algo desagradável. O show seguiu com Stolen Innocence, que demonstrou ser uma excelente música para ser apresentada ao vivo. A alternância entre as duas vozes de André (gutural e melódica) conseguiu transmitir todo o sentimento presente na letra escrita por Desireé. Aqui também se destacaram as guitarras de Vinicius e Paulo e o piano de Graziely, mostrando o potencial da banda. Asleep serviu para o público respirar e curtir uma bela balada com outro interessante dueto entre André e Desireé. A seguir, as mulheres da banda pediram passagem para apresentar a belíssima Keep You Close to My Heart, dueto voz e piano que, além de servir como descanso para o resto dos músicos, também mostrou a categoria de Graziely em um piano de cauda e evidenciar ainda mais as belas melodias que Desireé consegue entregar.

From Porcelain to Ivory, apresentou mais um belo dueto vocal, fazendo com que o refrão, já grudento em sua essência, ficasse ainda mais marcado na cabeça dos expectadores que, com certeza, saíram cantarolando a melodia na volta para casa. Aqui também vale destacar a interação do baixista Gabriel com a banda e com o público. Apesar do pouco espaço físico do palco, ele se desdobrou para entregar uma performance contagiante e segura. Caliban – inspirada na versão de “Penny Dreadful” do monstro de Frankenstein –, a mais pesada da noite, conseguiu empolgar a plateia e destacar a sincronia da bateria certeira de Ildécio com o baixo extremamente competente de Gabriel. Com sua levada mais hard rock e refrão forte cantado por Desireé, o público, que até aqui ainda estava conhecendo e entendendo a nova banda, finalmente se deixou levar pelas notas do septeto até o final da apresentação, passando por Dark Eyes, que destacou ainda mais toda a energia e competência que o guitarrista Paulo demonstrou durante a apresentação, e Downfall, na qual Vinicius desfilou riffs para todos os gostos.

A cartada final veio com Fenrir’s Last Howl, outro dueto de voz e piano, só que desta vez a cargo de André e contando com a participação especial no piano de Fabiano Negri (produtor do disco e do show). Apesar do visível cansaço, André conseguiu entregar uma nova e elegante versão, mais ‘soft’, da canção que ele já havia lançado com seu projeto anterior, o CounterParts.

Ainda houve tempo para apresentarem alguns covers de bandas que os influenciaram e presentear ainda mais a plateia com excelentes performances de Bring Me to Life (Evanescence), Coma White (Marilyn Manson), Intoxicated (Lacuna Coil), Spellbound (Lacuna Coil), Zombie (Cranberries), Wish I Had an Angel (Nightwish), Shudder Before the Beautiful (Nightwish) e What Have You Done (Within Temptation).

No final da noite, a Fenrir’s Scar saiu de cena com a certeza de ter sido responsável por um belíssimo show, cheio de energia e com entusiasmo na medida certa para uma banda que agora precisa conquistar seu espaço. Carisma, qualidade técnica, excelentes músicos e belas canções não faltam. É um ‘must see’ para quem gosta de boa música e gente nova na cena musical.

Originalmente postado no site da Roadie Crew:
https://roadiecrew.com/site-antigo/mtOnlineDetalhe4faa.html?id=754

Fenrir’s Scar – A banda campineira lança seu álbum de estreia.

Com um show dia 07 de outubro na “Fundação Jurgensen” em Campinas-SP às 19hs, a banda campineira de Metal Alternativo lançará seu álbum de estreia.

O álbum foi gravado no estúdio Minster, em Campinas/SP, e conta com a produção do vocalista e multi-instrumentista Fabiano Negri, e mixagem e masterização de Ricardo Palma.
A banda Fenrir’s Scar, que está em atividade há dois anos, e tem forte influência de bandas como Within Temptation, Lacuna Coil, Moonspell e Amaranthe. Os dois singles lançados até agora tiveram ótima avaliação da crítica e dos fãs do estilo.

A seguir, você tem mais detalhes do álbum, e pode ouvir os dois singles lançados até o momento. É #Rock… Show de Som!!

Detalhes do álbum:

Track listing:

01 – Fearless Heart
02 – Beneath The Skin
03 – Stolen Innocence
04 – Asleep
05 – Keep You Close To My Heart
06 – From Porcelain To Ivory
07 – Caliban
08 – Dark Eyes
09 – Downfall
10 – Fenrir_s Last Howl

FENRIR’S SCAR – A FERA ESTÁ SOLTA
(Por Antonio Carlos Monteiro, jornalista, músico e crítico musical.)

Antes de mais nada, vamos situar: Fenrir é um lobo-monstro que, de acordo com a mitologia nórdica, foi acorrentado pelos deuses, conseguiu se livrar e devorou Odin. Só isso. Assim, não é difícil concluir que uma banda que se chama Fenrir’s Scar não esteja fazendo um som tranquilo e sem emoção.
Sim, o nome está correto. É só ouvir o disco de estreia do septeto para concluir que tem uma fera ali. As referências citadas pela banda – Lacuna Coil, Within Temptation, Moonspell etc. – são só isso mesmo: referências. Porque Desireé Resende (vocais), André Baida (vocais), Vinícius Prado (guitarra), Paulo “Khronny” Victor (guitarra), Gabriel Rezende (baixo), Graziely Maria (teclados) e Ildécio Santos (bateria) conseguiram imprimir identidade própria a cada uma das dez faixas de “Fenrir’s Scar”, o disco, o que faz da sua audição uma experiência única.

O fato de haver dois vocais, um masculino e outro feminino, logo leva a concluir que a banda aposta no esquema “a bela e a fera”. Negativo. Tudo bem, André Baida lança mão dos vocais guturais, mas a voz de Desireé nada tem de operística. Trata-se se uma voz feminina cantando – muito bem, a propósito – rock pesado. Ou seja, são dois cantores de verdade dividindo o microfone. Na dúvida, confira os temas que cada um canta sozinho, “Keep You Close to My Heart” (Desireé) e “Fenri’s Last Howl” (André).
Também se destacam o teclado de Graziely Maria, que não se limita a fazer “camas” para os demais instrumentos, mas é parte fundamental no som do Fenrir’s Scar, e as guitarras de Vinícius Prado e Paulo “Khronny” Victor, que destilam riffs, bases e solos de muito bom gosto.

As composições, todas assinadas por André Baida (uma delas, a já citada “Fenrir’s Last Howl”, em parceria com Rafael Borges), são o ponto alto do trabalho. Criativas, variadas e cativantes, fazem que a experiência de ouvir o disco algo agradável e sempre instigante, já que somos surpreendidos a cada novo tema.

Já as letras, em sua quase totalidade a cargo da vocalista (a exceção é a mesma “Fenrir’s Last Howl”), provam que existe, sim, quem tenha o que dizer no rock pesado nacional.
Faixas como “Beneath the Skin”, com um belo dueto entre André e Desireé, “Caliban”, com um pé no hard rock, “Dark Eyes”, que cria um interessante contraponto entre o peso da cozinha e a suavidade do teclado, e “Downfall”, movida por um riff pesado e grudento, estão entre as mais inspiradas do trabalho – mas “Fenrir’s Scar” é uma obra para se apreciar em sua integridade.

Gravado no estúdio Minster, na cidade de Campinas, o álbum conta com a produção certeira de Fabiano Negri, que deixou tudo claro, nítido, pesado e com aquela sempre bem-vinda dose de sujeira que os subgêneros mais pesados do metal exigem para funcionar bem. Mixagem e masterização ficaram a cargo de Ricardo Palma.

Talvez não exista clichê maior do que recomendar que um disco de rock seja tocado no volume máximo. Mas, neste caso, não deixa de se uma boa ideia. Afinal, a fera está solta. E ela vai rugir no seu ouvido. Esteja preparado, portanto.

Ouça os singles já lançados:

Fenrir’s Scar – Beneath The Skin

Fenrir’s Scar – Fearless Heart

Show de Lançamento

Matéria publicada originalmente no site Canal do Rock:
https://canaldorock.com.br/fenrirs-scar-a-banda-campineira-lanca-seu-album-de-estreia/