Além da música: Conheça o significado de The Enemy Inside novo single do Fenrir’s Scar

Na última sexta-feira, dia 04/09 lançamos oficialmente nosso novo single, The Enemy Inside nos serviços de streaming.

Ouça nossas músicas no Spotify

Mas antes disso o single já havia sido apresentado no LVNA FEST II no sábado dia 29 de Agosto canal do Youtube do LVNA Art. O LVNA fest foi um festival beneficente em prol da ONG Mulheres da Luz.

Assista ao Webclipe de The Enemy Inside

Mas, sobre o que essa música fala? Qual o siginificado por trás da letra dela? Inclusive, se quiser ler a letra ou a tradução da música clique aqui.

The Enemy Inside é mais uma música com um significado pessoal. O álbum, “Love | Hate | Hope | Despair” ganhou esse nome, por ter músicas muito pessoais e cheias de sentimentos. E esses quatro sentimentos são os principais cardeais das letras: Amor, Ódio, Esperança e Desespero (ou desesperança).

Algumas dessas músicas abordam um ou mais sentimentos. The Enemy Inside, especificamente aborda dois sentimentos: Ódio e Desespero.

The Enemy Inside é uma canção sobre nosso sabotador interno – ou como diria RuPaul – Inner Saboteur. Aquela voz na nossa cabeça dizendo que não somos bons o suficientes, e que precisamos lutar contra essa voz. E que às vezes o nosso maior inimigo, somos nós próprios.

Essa foi a última letra, que eu, Desireé escrevi para o álbum. E ela nasceu logo após gravarmos o clipe de Heal You. Tive uma crise de ansiedade muito forte após ver a prévia do clipe, e naquele ponto eu não me sentia boa em suficiente em nenhum aspecto da minha vida.

Após essa crise, eu escrevi essa letra, com a intenção de me libertar desses sentimentos e junto da terapia, isso me ajudou muito. É claro que esse problema não desapareceu em um passe de mágica. Mas fez com que eu olhasse melhor para dentro de mim mesma e tentasse evitar esses pensamentos de inferioridade. Mas confesso que é uma luta diária.

Capa: Um espelho se quebrando

Sobre o conceito da capa, eu não consegui imaginar outro símbolo para essa luta contra nosso inimigo interno, que não fosse um espelho. O objeto que reflete nossa imagem e em algumas culturas, também reflete o nosso espírito. O fato dele estar brilhando e sendo quebrado ao mesmo tempo representa essa dualidade: da luta, e se sentir quebrado, e da libertação.

O Webclipe dessa música foi filmado por mim e pelo André, assim como a concepção do conceito e direção. Na verdade o André foi mais diretor desse vídeo. Tinhamos a idéia de fazer o vídeo com um fundo preto, e toda essa atmosfera mais dark para combinar tanto com a letra como com o peso da música. Mas no meio da gravação o André teve a ideia de eu segurar a camera, e ter um efeito parecido com o filme A Bruxa de Blair para deixar mais evidente o desespero que a música passa. Isso com os recursos limitados que uma banda independente tem, no meio de uma pandemia!

O vídeo foi editado por Ian Pinheiro.

Além da música: Conheça o significado de Curse of Mankind, novo single do Fenrir’s Scar

Na última sexta-feira, dia 31/07 lançamos oficialmente nosso novo single, Curse of Mankind nos serviços de streaming.

Ouça nossas músicas no Spotify

Mas antes disso o single já havia circulado pelo YouTube. Como vocês sabem, participamos de dois festivais online no mês de Julho. O primeiro deles foi o Rock Nas Alturas Web Edition, um festival filantrópico em prol da APAE da cidade de Maria da Fé-MG que foi realizado no dia 11 de Julho. E o webclipe também foi exibido no dia 18 de Julho no Quarentena Rock Online Fest IV, promovido pelo canal do YouTube Heavy Talk.

Após a nossa participação nestes incríveis festivais online, nós liberamos o webclipe em nosso canal do YouTube para comemorar a nossa tão sonhada marca de 1000 inscritos. E agora, na última sexta-feira o single ficou disponível em todos serviços de streaming.

Assista ao Webclipe de Curse of Mankind

Mas, sobre o que essa música fala? Qual o siginificado por trás da letra dela? Inclusive, se quiser ler a letra ou a tradução da música clique aqui.

Curse of Mankind conta uma história que nós todos compartilhamos: Aquecimento global, incêndios criminosos nas florestas tropicais, oceanos sendo poluídos a todo momento… Tudo em nome da ganância humana.

A letra e música surgiram no fim do ano passado, após acontecerem incêndios criminosos na floresta Amazônica, e também os incêndios que aconteceram na Austrália. Além do derramamento de óleo nas praias do nordeste Brasileiro. O André ficou muito comovido com essas atrocidades e resolveu escrever essa letra e música. Mal ele sabia, ou esperava que meses depois fossemos viver uma pandêmia e esse tema ia continuar tão relevante.

Curse of Mankind foi uma das últimas músicas compostas para o nosso segundo álbum, “Love | Hate | Hope | Despair”, mas uma das primeiras a se tornar single do álbum. Acreditamos que a mensagem dela seja bastante impactante e este foi um dos motivos para termos a escolhido como nosso segundo single.

Nessa música eu, Desireé não tive muita participação na composição, mas eu fui responsável em criar a capa do single, e quis incorporar os elementos principais dessa música:

Terra, ou natureza, representada por uma imagem da floresta Amazônica.
destruição, primariamente causada e representada pelo fogo.
humanidade, representada pelos nossos rostos.

Não só usei nossa imagem para ter nossa identidade visual, junto do nosso logo para nos representar como banda. Mas também quis usar rostos de pessoas (e porque não os nossos), para representar os dois lados da moeda: O causador da destruição e o mais prejudicado por ela – a humanidade.

Incorporado aos nossos rostos e ao nosso logo estão imagens de fogo e da floresta Amazônica

E uma última curiosidade sobre a gravação desta música: os instrumentais foram gravados no dia 15/02, no mesmo dia do show da banda Lacuna Coil em São Paulo, no qual estivemos presente antes da pandemia.

Antes de viajarmos para São Paulo para prestigiar o show dessa banda que nos influencia tanto, fizemos uma sessão de gravação apenas dos instrumentos, e acredito que tenha sido uma das sessões de gravações mais rápidas que já fizemos! Mas sem perder a qualidade!

Eu acabei escrevendo um review deste show para o site O Subsolo.

Você pode ler o nosso post aqui no blog falando sobre esta experiência.

E também ler sobre minha relação com o Lacuna Coil no site Rock de Boneca.

André gravando o baixo da música antes do show do Lacuna Coil em Campinas-SP

Desireé e André no show do Lacuna Coil em São Paulo